APELO DE ALERTA CONTRA MEDIDAS DE PREPARAÇÃO DE “UM GOVERNO MUNDIAL” A PRETEXTO DO VÍRUS!

Afinal quem é aqui extremista?

Um apelo, assinado pelos cardeais Müller e Joseph Zen Ze-kiun e por outros clérigos, médicos, jornalistas e advogados, adverte que a pandemia de Corona não deve ser utilizada para criar um “governo mundial”, “fora de qualquer controlo”.

Passo a citar algumas passagens do apelo:
“A pretexto da epidemia de Covid 19, em muitos casos os direitos inalienáveis dos cidadãos são violados e as suas liberdades fundamentais são restringidas de forma desproporcionada e injustificada…

Temos razões para crer – com base em dados oficiais sobre a epidemia em termos do número de mortes – que existem forças interessadas em criar pânico entre a população. Desta forma, querem impor formas permanentes de restrição inaceitável da liberdade, para controlar as pessoas e acompanhar os seus movimentos. Estas medidas iliberais são o prelúdio perturbador para a criação de um governo mundial que esteja fora de controlo…

Consideramos também que em algumas situações as medidas de contenção, incluindo o encerramento de lojas e empresas, que conduziram a uma crise que paralisou sectores económicos inteiros, foram tomadas para incentivar a ingerência de potências estrangeiras, com graves repercussões sociais e políticas…

A criminalização das relações pessoais e sociais deve ser condenada como parte inaceitável de um projecto que procura promover o isolamento dos indivíduos, a fim de melhor os manipular e controlar.

Exortamos os meios de comunicação social a empenharem-se activamente na prestação de informações precisas e a não punirem a dissidência através do exercício de formas de censura, como está agora generalizado nos meios de comunicação social, na imprensa e na televisão. As obrigações civis dos cidadãos implicam o reconhecimento dos seus direitos pelo Estado…”(Texto completo em alemão em (1).

A Conferência episcopal alemã distanciou-se deste apelo.

Em tempos de crise a democratização da Informação cria possíveis confusões atendendo aos critérios a usar na distinção da informação e dos objectivos que se têm com ela em vista. Este apelo apropria-se para a assanhar os arautos das diferentes ideologias.

A democracia distingue-se pelo respeito e pela liberdade de opinião.

As medidas tomadas contra o Corona-19 foram certamente extremistas e o sistema político (os governos e certos meios de comunicação) considera extremistas os que discutem a flexibilização das medidas governamentais.

António da Cunha Duarte Justo
in Pegadas do Tempo

(1) Texto em alemão: https://veritasliberabitvos.info/aufruf/

Social:

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

Um comentário em “APELO DE ALERTA CONTRA MEDIDAS DE PREPARAÇÃO DE “UM GOVERNO MUNDIAL” A PRETEXTO DO VÍRUS!”

  1. Sou de opinião que para se poder melhor fazer uma avaliação própria é importante ouvirem-se sempre as posições e argumentações de afirmadores e opositores. Só então podemos decidir por nós próprios e isso é o que interessa. Hoje mais que nunca há grupos políticos e económicos que usam e abusam dos factos interpretando-os de maneira a que os favoreça (seguem po princípio: não importa o facto, o que importa é a interpretação a apresentar à massa)! Por outro lado também é sabido que a confusão e a insegurança só beneficia os mais fortes e os que estiverem melhor organizados. Na consequência todos procuram assenhorear-se dos meios de comunicação social!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *