O PAPA SURPREENDE COM A IDEIA DE MULHERES DIACONISAS

Francisco I colocou em discussão a possibilidade de admissão de mulheres ao diaconato. Na quinta-feira passada (12.05), o Papa referiu-se a uma comissão que deverá ocupar-se da questão da ordenação de diaconisas.

Este é um assunto quente porque os conservadores têm medo que isso se torne num primeiro passo para o sacerdócio das mulheres. Principalmente a parte mais conservadora da Igreja receia que o assunto possa dividir a igreja; este não deveria ser o motivo suficiente para se adiar indefinidamente a questão.

Com o sacramento da ordenação diaconal, na Igreja Católica, o diácono pode, celebrar batismos, casamentos, funerais e fazer a homilia na missa. Os sacramentos da eucaristia (missa) e da confissão pressupõem a ordenação sacerdotal.

Na tradição eclesial há referências ao exercício de diaconisas na comunidade primitiva.

“Recomendo-vos a nossa irmã Febe, que é diaconisa (serva) na igreja de Cencréia. Para que a recebais no Senhor, como convém aos santos, e a ajudeis em qualquer coisa que de vós necessitar; porque tem sido protetora de muitos, de mim inclusive”. (Rom.16,1-2).

Maria Madalena, segundo os Evangelhos, foi a primeira pessoa que anunciou a Ressurreição de Jesus. (Mt 28,7; Mc 16,7; Lc 24,9-10; Jo 20,18).

António da Cunha Duarte Justo

Social:

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

Um comentário em “O PAPA SURPREENDE COM A IDEIA DE MULHERES DIACONISAS”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *