PUTIN DEFENDE O RUBLO RUSSO E DESESTABILIZA A UNIÃO EUROPEIA NA SUA POLÍTICA DE SANÇÕES ECONÓMICAS

O Grande Impulso para as Criptomoedas por não serem censuradas

Em consequência das sanções económicas que o Ocidente decretou à Rússia a sua moeda, o rublo caiu a pique. Como reacção, Putin declarou que “Estados não amigos” como a Alemanha e os membros da UE devem pagar o gás em rublos e não em Dólares nem euros. Os bancos destes países têm de comprar rublos (1). Depois deste anúncio, o rublo subiu nos mercados internacionais.

Este cálculo político, em resposta à guerra económica do Ocidente, cria agitação nos meios políticos europeus, mas revela-se numa espada de dois bicos. De facto, esta medida pode apressar a Europa a deixar de importar o gás e o petróleo da Rússia logo que lhe seja possível, por outro pode obrigar os blocos políticos a unirem-se mais a nível económico!

A UE paga atualmente 380 milhões de euros, por dia, pelo gás russo e quase 360 euros, por dia, pelo petróleo da Rússia (cf. HNA).

Por outro lado, o banco central russo poderia imprimir rublos indefinidamente, tal como também têm feito outros bancos centrais.

Deste modo, a Rússia tenta contornar os opositores de Moscovo com as suas próprias sanções que abrangiam também as reservas cambiais russas.

Também o Presidente Biden tem razão para estar nervoso!  Esta turbulência na economia de mercado pode tornar-se num indício dos problemas que o dólar americano irá enfrentar após o conflito.  Países como a Rússia e a China poderiam chegar a acordo entre eles sobre uma nova forma de pagamentos internacionais.

Entretanto, as principais potências económicas (G7) rejeitaram as exigências russas de liquidar as facturas de gás com rublos.

Com a experiência dos bloqueios, as Criptomoedas ganharão grande incremento no mercado porque não estarão sujeitas à desestabilização política como se dá com as moedas tradicionais! Certamente a política tentará fazer tudo por tudo por impedir o alastramento do criptomoedas porque perderiam grandíssima parte do controlo que têm, através dos seus bancos, sobre os seus clientes e sobre os contribuintes! Neste sentido a existência de blocos rivais parecem ganhar a sua importância.

As moedas criptográficas além de serem descentralizadas têm a vantagem de serem resistentes à censura, o que significa que as transacções não podem ser confiscadas ou censuradas (2).

António da Cunha Duarte Justo

Pegadas do Tempo

(1) O Rublo russo é a moeda oficial da Federação Russa, das repúblicas da Abecásia e Ossétia do Sul e das duas repúblicas reconhecidas pela Rússia Donetsk e Lugansk. A Rússia utilizava os dólares para financiar as importações para a Rússia.

(2) A moeda criptográfica é um tipo de dinheiro digital que existe numa rede em cadeia de bloqueio, uma rede que alguns consideram mais segura do que qualquer outra porque as autoridades financeiras não têm controlo sobre ela. Primeira criptomoeda descentralizada da história foi o Bitcoin, (outras que lhe sefuiram: Ethereum Binance Coin, Tether)

 

Social:
Pin Share

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

38 comentários em “PUTIN DEFENDE O RUBLO RUSSO E DESESTABILIZA A UNIÃO EUROPEIA NA SUA POLÍTICA DE SANÇÕES ECONÓMICAS”

  1. Já se está a verificar: moeda russa a subir dólar a baixar!
    Com esta mirdea ninguém se apercebe que o mundo já é outro. E que na decadência o império quer arrastar também a Europa!
    https://scontent-frx5-1.xx.fbcdn.net/v/t39.30808-6/277563157_10209438821484837_2614237913706067786_n.jpg?_nc_cat=110&ccb=1-5&_nc_sid=dbeb18&_nc_ohc=rbvH637qVuQAX9aRKOn&_nc_ht=scontent-frx5-1.xx&oh=00_AT-rqellO7UKKBxIvM1gClwcMgSgkNlbsOIctzYH5SnUQQ&oe=62466C3E

  2. Europa não tem consciência dela própria! Temos andado encostados e distraídos com uma guerra quando teremos de pagar várias guerras. Os clientes e os contribuintes vão pagar a factura devida à incompetência dos nossos governantes e ao carneirismo em voga. A crise económica vai ser de longa dura. Os EUA salvaguardaram os seus negócios à custa da Europa! Iremoes pagar o seu gás líquido muito mais caro! Eles continuam a receber o petróleo da rússia sem problemas!

  3. Pois, em termos económicos e financeiros a rússia NUNCA ganhará a guerra pq precisa de euros e dólares como ar para a boca
    FB

  4. António Cunha Duarte Justo temos uma classe política avassalada e governantes numa Europa sem autonomia. Uma teia bem montada que não beneficia países mas enriquece cada vez mais a elite das grandes corporações. Como dominam também os media a Europa vai continuar neste fado. Talvez os EEUU “acordem” mais cedo!

  5. Isso realmente só vem reforçar a tese, de que a guerra física é uma cobertura para uma guerra puramente económica.

  6. O G7 não aceita alterar os contratos. E o que sucede é que o cliente não tem de pagar até à Rússia aceitar o pagamento na moeda contratada.

  7. Os EUA já há há anos têm vindo a aplicar sanções às empresas comparticipantes na construção do gasoducto Stream 2 e a fazer pressão sobre a Alemanha, porque querem que a Europa lhe compre o gás de chisto (muito mais poluidor) mas interesses económicos e guerras económicas daão tudo por tudo.

  8. A Europa não tem consciência dela própria! Temos andado encostados e distraídos com uma guerra quando teremos de pagar várias guerras. Os clientes e os contribuintes vão pagar a factura devida à incompetência dos nossos governantes e ao carneirismo em voga. A crise económica vai ser de longa dura. Os EUA salvaguardaram os seus negócios à custa da Europa! Iremoes pagar o seu gás líquido muito mais caro! Eles continuam a receber o petróleo da rússia sem problemas!

  9. António Cunha Duarte Justo, temos uma classe política avassalada e governantes numa Europa sem autonomia. Uma teia bem montada que não beneficia países mas enriquece cada vez mais a elite das grandes corporações. Como dominam também os media a Europa vai continuar neste fado. Talvez os EEUU “acordem” mais cedo!

  10. Manuel Jorge Ventura Consequências da Rússia ter passado a exigir Rublos em troca do Petróleo e do Gás que vende.

  11. Carlos Miguel Sousa, os verdadeiros problemas surgirão depois de estabelecida a nova ordem! Então a concorrência dar-se-á mais dentro dos blocos e não tanto entre blocos o que pressuporá uma grande subida de preços! Quanto ao Rublo os G/ disseram que não aceitavam.

  12. Odair Nunes Pereira Pereira, problemas com a moeda creio que poderá vir a ter os USA porque seria normal que os países rivais escolhessem uma outra moeda internacional comum para eles. Mas a questão mais decisiva penso eu, será a consequente fuga de capitais privados e até estatais para criptomoedas ou outras formas de moedas digitais. Isto para que os países menos fortes não estejam a subsidiar moedas como o Dólar! Penso que no futuro, também países criarão outras alternativas de moedas para em caso de conflito não lhes acontecer como aconteceu à Rússia tendo-lhe sido interrompido o comércio bancário internaciional! Assim seria mais normal surgirem supra moedas não tão dependentes dos Estados ou de blocos de Estados!

  13. Bem percebe-se que o Senhor é um profundo conhecedor do assunto ,o que o Senhor pnsa das criptomoedas depois deste conflito, aca que elas vão tomar uma grande dimensão , até ocupar o lugar dos papéis moedas , quero dizer o dinheiro todo vai digitaliizar

  14. Odair Nunes Pereira Pereira, que com o tempo a moeda digital ocupará o lugar da moeda em papel é uma consequência já há muito tempo querida por políticos de muito estados; não o fizeram ainda devido à resistência dos cidadãos. Mas como se observa as populações hoje não estão conscientes do que está verdadeiramente a acontecer e pouco a pouco determinado por elites cada vez mais interessadas no controlo e no fortalecimento das suas burocracias contra os interesses genuinos da população e dos próprios Estados. Devido à dificuldade em impor-se de imediato o monopólio do dinheiro digital (não em moeda ou papel) os bancos têm-se transformado em verdadeiros meios de controlo do cidadão, que por “livre” vontade compra tudo com cartões bancários! Não sei se já notou: por vezes mesmo a nível de controlo individual quando viaja de avião, eles têm o controlo indirecto através do seu cartão de crédito! Infelizmente, creio que o cidadão perderá mais essa liberdade de não ser controlado através da moeda em papel! Mass sabe, nós somos informação e como a não controlamos somos controlados por quem a tem!

  15. Com tantas sanções esta no direito dele, talvez acabe o petrodollar.
    Os USA que se cuidem e a UE também

  16. António Cunha Duarte Justo isso já estamos a sentir pelo oportunismo dos fornecedores, mesmo com as reservas, claro depois será pior, quer pela mudança de moeda( Dólares para rublos) ou mesmo com a compra dos mesmos produtos aos EUA.
    Temos líderes que só pensam nos seus egos e lucros e não no povo

  17. Sem duvida, o seu texto é bem pertinente nas observações que faz. No entanto, há uma questão que coloca e que não tem muita força e não sei se terá, a questão da influência na américa latina, a qual está restrita a países com pouca influência de decisão, pressão e poder económico (por exemplo, a expressão económica e influencia no gigante Brasil é muito pouca e este é o pais mais importante da américa latina e não estou a ver os americanos a largar a influencia que têm no Brasil, nem tão poucos os Brasileiros abriram os braços à influência russa) e o dito canal ainda é um projeto, mas se for concluído pode muito bem mudar o balanço económico mundial. Pois, o canal da Panamá, já não é de exclusiva exploração comercial americana.

  18. Exactamente! A America Latina tem sido, a nível político um lugar onde o capitalismo e o socialismo se debatem. Creio que a Rússia e a China têm feito um trabalho de antecipação aos americanos na África e na América Latina, ganham também a nível de votos na ONU. Infelizmente a Europa perdeu a sua vocação porque a longo prazo os seus lugares de acção e de irmanização seriam a Rússia e a África! Crreio que a médio prazo caminhamos para um mundo bipolar de um lado os USA e do outro a China e Rússia.

  19. Pelo que tenho observado a influência chinesa é mais sentida na África do que na América Latina. Na américa latina ainda existe o tal fantasma comunista que levou ás ditaduras dos anos 60 e 70 na américa latina. Pena que o mundo seja sempre bipolar, não nos livramos desse terrível maniqueísmo.

  20. Nelson Luis Carvalho Fernandes, creio que com a divisão da Ucrânia e uma consequente coligação de Putin com a China a Europa ficará em maus lençóis quando deveria ter feito o possível por não perder politicamente a Rússia como parceiro geográfico comum!

  21. Putin declarou unilateralmente que queria os pagamento em Rublos. A Europa já disse que não o fará pois isso não consta do contrato. As criptomoedas podem ou não ser aceites. Depende dos interesses de cada um.

  22. Esse Biden é um governante fraco, já demonstrou isto várias vezes.
    Ademais, apesar da fraqueza, ele é beligerante, é a favor da guerra e vem incentivando a NATO/OTAN a continuarem a pressionar a adesão da Ucrânia.

    Putin, de uma frieza siberiana, sabe muito bem o que anda a fazer e cobrar as faturas do gás e petróleo em rublo é um direito dele, embora seja quase impossível receber nesta moeda.
    Se o gélido Putin quisesse mesmo bagunçar a coisa, já tinha cortado o fornecimento do gás e do petróleo, aí, sim, eclodiria a guerra total contra ele imediatamente.

    E, como já disse anteriormente, o que os gringos americanos queriam mesmo é ter essa receita com a venda do gás, estão já com o acordo assinado pela alemã Úrsula, embora o país dela seja o mais prejudicado neste acordo mercantil ruim para a Europa.
    In Forum Elos

  23. Não se pode ter tudo na mão: a fatia que se come e pretender ainda ficar com o bolo inteiro. A irracionalidade chegou a tal extremo que os políticos ocidentais transformaram também a moeda em arma. Julgavam que o urso não tinha garras e agora, provocaram um Modus faciendi que vai criar muitas quebras de cabeça ao mundo comercial. Não havendo confiança nas nações, não há confiança no dinheiro e passa tudo a andar com as calças na mão. Nunca pensei que naquela civilização em que me sentia em casa chegasse a tanta estupidez e hipocrisia.

  24. Pois é e o comércio entre o Brasil e a Rússia é praticado por troca de commodities, assim não entra nem dólar e muito menos euro nas contas e fica uma conta simples de somar e subtrair toneladas pra lá e toneladas pra cá…
    Forum Elos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.