AFORISMOS

CONFINAMENTO

Eu sempre desconfiei de muitas medidas do confinamento e apenas tomei a sério o Covid-19!

No reino da opinião todos ralham e todos têm razão!

António da Cunha Duarte Justo

MORTE

A luta contra a morte é o grande motor do desenvolvimento individual e cultural! O resto é música de acompanhamento!

António da Cunha Duarte Justo

Social:

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

6 comentários em “AFORISMOS”

  1. Certo. Mas, noutra dimensão:
    “É morrendo que se ressuscita para a Vida Eterna”
    (S. Francisco de Assis)

  2. Desde o dia em que nasce terá um nome , uma família , uma nacionalidade , terá o direito de viver .

  3. Tu como cristão nunca devias dizer isso.. é pela morte que fico à direita do pai.”.. começo a pensar que sou cristão.!

  4. Estas são as circunstâncias com que também muito cristão se depara e as vê resolvidadas em Jesus Cristo, na ressurreição dos mortos.
    No meu entender o cristianismo toma a sério o facto de o Homem ser simultaneamente criatura e criador!
    Em Jesus Cristo, que pode ser proptotipo de criador, criação e criatura para toda a humanidade integram-se estas características. Essa é a nossa vantagem!

  5. Vítor Lopes
    Unum facere et aliud non omittere! “Mas alguém pode perguntar: “Como ressuscitam os mortos? Com que espécie de corpo virão? ”
    “Insensato! O que você semeia não nasce a não ser que morra.
    Quando você semeia, não semeia o corpo que virá a ser, mas apenas uma simples semente, como de trigo ou de alguma outra coisa.
    Mas Deus lhe dá um corpo, como determinou, e a cada espécie de semente dá seu corpo apropriado.
    Nem toda carne é a mesma: os homens têm uma espécie de carne, os animais têm outra, as aves outra, e os peixes outra.
    Há corpos celestes e há também corpos terrestres; mas o esplendor dos corpos celestes é um, e o dos corpos terrestres é outro.
    Um é o esplendor do sol, outro o da lua, e outro o das estrelas; e as estrelas diferem em esplendor umas das outras.
    Assim será com a ressurreição dos mortos. O corpo que é semeado é perecível e ressuscita imperecível;
    é semeado em desonra e ressuscita em glória; é semeado em fraqueza e ressuscita em poder;
    é semeado um corpo natural e ressuscita um corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual.”(1 Coríntios 15:35-44)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *