SINTONIA

Pus-me a olhar para a vida e, ao entrar dentro de mim, sinto, com tristeza, que como no „microcosmos” de cada pessoa e de cada família, assim é no macrocosmos da política!
Se olhamos para o ano 2021 e para o que corre, notamos os reflexos do “mundo louco” em que vivemos.
Nele, somos levados à reflexão e, por vezes, ao desalento a que nos conduzem os eventos que, mesmo sem querermos, determinam os nossos pensamentos e sentimentos.
Resta-nos contribuir junto com os outros para que a “paz de Deus” (liberdade, justiça, reconciliação e paz ) molde as nossas vidas num mundo sem conquistadores nem vencidos! Fica-nos a confiança de que da morte nasce a nova vida! Não estamos sós, somos muitos!
Apesar da tristeza que se encontra a caminho, desejo a todos uma semana feliz e com muito momentos de gozo para que o briho da alegria não se ausente.
Abraço
António da Cunha Duarte Justo
Pegadas do Tempo
Social:
Pin Share

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *