ÂNGELA MERKEL

REPRODUZO AQUI UM TEXTO DE FRANCISCO H. DA SILVA SOBRE ÂNGELA MERKEL
O Texto do Embaixador sobre a chanceler Ângela Merkel é um testemunho adequado e digno de uma política exemplar que honra o posto político que ocupa numa atitude de serviço.
“Merkel
A Alemanha disse adeus a Merkel com seis minutos de calorosos aplausos. Os alemães escolheram -na para liderá-los, e ela liderou 80 milhões de alemães por 18 anos com competência, habilidade, dedicação e sinceridade. Durante esses dezoito anos de liderança da autoridade no seu país, não houve transgressões contra ele. Não designou uma secretária para nenhum de seus parentes. Não afirmou ser a criadora da glória. Ela não lutou contra aqueles que a precederam. Quando falava não dizia asneiras . Não apareceu nos becos de Berlim para ser fotografada. Ela é a mulher que foi apelidada de “A Senhora do Mundo” e foi descrita como o equivalente a seis milhões de homens. Há poucos dias Merkel deixou a posição de liderança do partido e entregou-a aos que a seguiram, e a Alemanha e seu povo alemão estão em melhor forma do que estavam quando ela chegou. A reação dos alemães foi sem precedentes em toda a sua história. Toda a gente nas cidades saiu para as sacadas das casas e aplaudiu calorosa e espontaneamente por 6 minutos contínuos. Ao contrário da nossa realidade populista, não houve elogio, hipocrisia, representação ou exagero. A Alemanha permaneceu como um só corpo despedindo-se da líder da Alemanha, uma física química que não se deixou seduzir pela moda ou pelas luzes e não comprou imóveis, carros, iates ou aviões particulares, sabendo que era da ex-Alemanha Oriental. Ele abandonou o seu posto depois de deixar a Alemanha na liderança. Dezoito anos e não trocou de roupa. Numa conferência de imprensa um jornalista perguntou a Merkel: – reparo que o seu vestido é repetido, a senhora não tem outro? Ela respondeu: – Sou funcionária do governo e não modelo. Noutra conferência de imprensa perguntaram-lhe: – A senhora tem empregadas domésticas que fazem a limpeza da casa, preparam as refeições, etc.? A sua resposta foi: – Não, não tenho trabalhadores e não preciso deles. O meu marido e eu fazemos esse trabalho em casa todos os dias.
A Sra. Merkel mora num apartamento normal como qualquer outro cidadão. Este apartamento é aquele na qual ela vive desde antes de ser eleita Primeira-Ministra da Alemanha e não o deixou, e ela não possui uma mansão com empregados, piscinas e jardins. Esta é Merkel, a primeira-ministra da Alemanha, a maior economia da Europa!”
Francisco H. Da Silva
Social:

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

5 comentários em “ÂNGELA MERKEL”

  1. Tudo verdade é para se dar valor a uma Menistra dessas Ela merece um grande galardão se os nossos governantes aprendessem com ela Portugal não estava nesta miséria mas estou. Como muitos dizem é o que temos

  2. Sim, se tivéssemos políticos com a visão de Merkelseriam colocados na ordem do dia primeiramente os interesses de Portugal e dos portugueses e não interesses oblíquos. Para zelarem pelos interesses de Portugal e dos portugueses foram eleitos os nossos representantes e não para defenderem interesses internacionais ou partidários. Na Alemanha temos personalidades de Estado a governar e em Portugal temos tido personalidades de partidos! Essa é a diferença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *