A CONCORRÊNCIA DOS ADVOGADOS + DIGITALIZAÇÃO DAS EMPRESAS

O computador tornar-se-á no advogado de defesa do cliente e no impulsionador de empresas

António Justo

Na revista Cícero, li uma notícia sobre a empresa Leverton. Esta desenvolveu programas de sofware, para empresas bilionárias, que podem ler e avaliar contratos e outros documentos de caracter jurídico.

Já há tais programas em 20 línguas, o que tornará tudo mais rápido, mais barato e de maior confiança que advogados.

A revista alemã Cícero (03,2016) refere que o software se baseia na tecnologia Deep Learnings. A tecnologia que se tornará o grande concorrente dos advogados.

O que hoje é feito para grandes empresas endinheiradas, reverterá, com o tempo, em benefício dos mais fracos, através da sua disponibilização para as massas.

A nova tecnologia ajudará advogados mas constituirá um grande desafio até para os juristas da área do direito da concorrência.

Esta inovação será a maior afronta também para a concorrência com escritórios internacionais de advogados.

As companhias de seguros estarão muito interessadas no desenvolvimento da nova tecnologia.

Pelos vistos, cada usuário de internet, com o tempo, terá no seu computador um advogado de defesa.

 

DIGITALIZAÇÃO DAS EMPRESAS TORNOU-SE NUM IMPERATIVO PARA O SEU LUCRO

No futuro toda a empresa, grande, média ou pequena, terá de se digitalizar. A digitalização será um factor imprescindível de crescimento económico, como prevêem analistas dos mercados. Digitalização é a ordem do momento especialmente para médias e grandes empresas que queiram acompanhar o futuro.

Encontramo-nos num mundo em mudança total. A digitalização será o pressuposto necessário para receber contratos, orçamentos, corrigir erros, guia de remessa, propaganda, instruções de trabalho, cooperação com empregados e clientes, poupar tempo e deslocações, etc.

Pelos vistos, o futuro não dorme! Quem não se antecipa ao presente não terá sucesso e produz os habituais queixosos do presente.

António da Cunha Duarte Justo

Social:
Pin Share

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

Um comentário em “A CONCORRÊNCIA DOS ADVOGADOS + DIGITALIZAÇÃO DAS EMPRESAS”

  1. Que venham os dispositivos ou aplicativos que tornem o mundo mais transparente e honesto é o que todos os terráqueos esperam. Que a virtude e o trabalho sejam reconhecidos.Enquanto não pudemos nos comunicar via pensamento , que a internet faça com que os mais fracos possam ter acesso fácil globalizado e sem custo ou maiores riscos. Que a obrigatoriedade da apresentação curricular (ficha limpa) seja obrigatória para qualquer candidato a cargo público ou privado que implique no manejo fraudulento do dinheiro que pertença a toda a sociedade, que paga pelo que consome e pelo que usa. Precisamos premiar os bons e desestimular os maus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *