Audiência com o Secretário de Estado das Comunidades

Apontamento Sumário sobre a Audiência com o Secretário de Estado Dr. António Braga

No dia 1 de Agosto passado o Senhor Secretário de Estado das Comunidades Dr. António Braga e sua assessora receberam em audiência António Justo (Comissão de Professores da Área de Frankfurt) e Rosa Störmer (Movimento Pró-Sindical) tendo aí sido apresentadas as questões já públicas e que poderão consultar no arquivo (3) de Junho: http://blog.comunidades.net/justo
De salientar a atmosfera cordial e de abertura no alargado diálogo que tivemos. O senhor Secretário de Estado e sua assessora demonstraram ser conhecedores das exigências do professorado e que nós mais uma vez salientamos. Lembramos também que para se estabelecer um mínimo de igualdade e justiça entre o professorado a leccionar nos diferentes estados da Alemanha, os professores remunerados pela parte alemã deveriam ser completados no vencimento até ao nível dos docentes remunerados directamente por Portugal. O senhor Secretário de Estado afirmou ir seguir o assunto. Quanto à nossa proposta de os coordenadores não serem nomeados mas serem submetidos a concurso foi-nos dito que a nomeação é feita na base de candidaturas e que o bom serviço administrativo neste sector é mais eficiente por nomeação.
Quanto à reestruturação em curso relativamente ao EPE notamos uma vontade firme de a levar à frente e não haverá retrocesso no caminho iniciado. O senhor Secretário de Estado falou-nos do empenho que tem na promoção da Escola Virtual e que esta estava a ter muita procura. Ficou surpreendido que, ao contrário do que acontece noutros países os professores na Alemanha não tivessem cartões de acesso à Escola Virtual gratuitos.
António da Cunha Duarte Justo (Comissão de Professores da Área Consular de Frankfurt)
Rosa Störmer (Movimento Pró-Sindical)

Kassel e Hamburgo, 11.11.2006

António da Cunha Duarte Justo

Social:

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *