O MAU HÁLITO DA ESQUERDA E DA DIREITA

“Pela Aragem se vê o que vai na Carruagem”…

António Justo

Vê-se por aí tanta gente com vómitos e disenteria num vaivém irreflectido procurando alívio mais na latrina da sociedade do que no seu jardim ou na sua sala de visitas! Alguns, de tão mal falarem e desdizerem até já ganham mau hálito crónico na sua aragem. Mas, por mais que digam e façam não há remédio nem solução. O mal não está nas bocas mas nos ventos que ora sopram da direita ora sopram da esquerda. Para se evitar a pestilência o Padre Fábio de Melo recomenda: “Vire a página. Dê um ponto final nas coisas que te fazem mal. A vida é um círculo, não um quadrado. Tenha pressa de ser feliz, por que nós não sabemos quanto tempo nos resta”.

Uma excelência de espírito e de atitude não ignora a direcção dos ventos mas, no seu caminho, não se deixa molestar por eles. Aquele abraço solidário mesmo em tempos em que altas e baixas pressões possam tornar imprevisível o céu.
António da Cunha Duarte Justo
Pegadas do Tempo www.antonio-justo.eu

Social:

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *