Estadia em Portugal www.quinta-portugal.eu

Caros visitantes

Hoje de madrugada vou passar 3 semanas a Portugal www.quinta-portugal.de
Quinta Outeiro da Luz
Rua Pe. Artur Pires Conceição
3850-565 Chaque – Branca
Continuo em ligação mais reduzida
Um grande abraço a todos

António Justo

Social:

Sobre António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

3 respostas a Estadia em Portugal www.quinta-portugal.eu

  1. Conselho Consultivo junto do Vice-Consulado de Portugal em Frankfurt

    Zeppelinallee 15, 60325 Frankfurt am Main

    C/o António da Cunha Duarte Justo

    Porta-voz do Conselho Consultivo

    Tel.: 00049 561 407783,

    E-mail: a.c.justo@unitybox.de

    Comunicado aos Órgãos de Informação

    Outras Razões e não as de Poupança levam ao Fecho do Vice-Consulado de Frankfurt
    O Senhor Ministro Paulo Portas e o Senhor Secretário de Estado José Cesário estão a ser mal-informados

    Frankfurt está a ser vítima de algo irracional: o governo PS despromoveu Frankfurt para promover o escritório consular de Osnabrueck a Vice-consulado e agora o governo PSD/CDS-PP encerra os dois.

    O encerramento de Frankfurt não fecha por razões económicas, porque, com uma gestão mais racional, quase se suportaria a si mesmo. Para isso bastaria actualizar a tabela de emolumentos consulares de uma forma justa. Neste momento há actos que exigem dos funcionários várias horas de trabalho e que não custam exactamente nada ao cliente. Por exemplo o reconhecimento das sentenças de divórcio e respectivos averbamentos aos registos de nacimento dos utentes! As certidões de nascimento e casamento em Portugal custam 20 euros. Na tabela consular continuam a custar 16,50.

    O VC Frankfurt passa para a jurisdição de Estugarda, uma cidade de província, comparada com Frankfurt. Nesta cidade há apenas 12 consulados-gerais (incluindo o de Portugal), 45 consulados honorários e 12 consulados. Em Frankfurt há 50 consulados-gerais, 45 consulados honorários, 6 consulados e um vice-consulado (o português). A lógica da governação portuguesa parece andar ao contrário da dos outros. Quanto a Estugarda o senho cônsul-geral está para atingir a idade de reforma podendo também aqui poupar-se um posto de cônsul.

    Paulo Portas veio dizer ao parlamento que com os encerramentos consegue poupar 12 milhões. Isto é muito pouco porque poderia poupar mais e servir melhor os portugueses. Na Alemanha poupa nos pobres para deixar os grandes viver à grande e à francesa!

    Não dá para acreditar que o senhor ministro Dr. Paulo Portas encontre razões sérias para encerrar na Alemanha, precisamente o Vice-consulado de Frankfurt.O “lobby” dos diplomatas venceu mais uma vez e o senhor ministro perdeu e Portugal também. No caso da Alemanha, longe de ser uma reestruturação por motivos económicos, ao serem extintos, precisamente, os dois vice-consulados (Frankfurt e Osnabrueck) quando um consulado faz practicamente o que um vice-consulado faz ficando este por metade dos custos dum Consulado-Geral; nos consulados sim, poder-se-ia poupar muitíssimo dinheiro.

    Esta decisão deixara uma grande amargura na população e uma dúvida na racionalidade da gestão portuguesa.

    Segundo Paulo Portas, a reforma da rede diplomática vai permitir poupar 12 milhões de euros em 2012. Em vista ao que se poderia poupar nas administrações portuguesas na Alemanha, mantendo Frankfurt e Osnabrueck, 12 milhões é muito pouco em relação ao que se poderia poupar se se apostasse na poupança e no trabalho produtivo.

    No meio de tudo isto só poderemos concluir que o MNE se está a basear em dados fornecidos pela direcção de serviços consulares que não correspondem à verdade.Certamente que o senhor Ministro e o senhor Secretário de Estado estão mal informados sobre a importância do Consulado em Frankfurt.

    No caso de Frankfurt e de Osnabrueck não venceu a razão, e menos ainda a economia, quem venceu foi o poder dos diplomatas de carreira (cônsules e embaixadores), que procuram defender os seus interesses! Hamburgo, que tem apenas 8.000 portugueses, tem um cônsul, um vice-cônsul e ainda outro funcionário superior. Porque não reduzir, entre outros, Estugarda a Vice-consulado, porque não se racionaliza o pessoal da Embaixada e os gastos com o imóvel?

    O vice-consulado de Frankfurt serve 30.000 portugueses em três Estados federados na Alemanha: Hessen, Renânia-Palatinado e Sarre

    O ministro dos Negócios Estrangeiros perdeu. Deixou-se levar pela grande força que são os diplomatas, e certamente pela burocracia dos Serviços Consulares, numa tentativa de defenderam postos de trabalho superiores para aniquilar postos de trabalho dos trabalhadores consulares. Certamente se deixou-se também impressionar pelo sindicato das embaixadas e consulados que só saltou para a a arena no momento em que viu o vice-consulado de Osnabrueck ameaçado.

    Neste momento de crise, em que até políticos portugueses se dão ao luxo de recomedar a emigração de académicos, os portugueses emigram para os mercados europeus à procura de trabalho.

    No final da manifestação de 5 de Novembro contra o encerramento do VC de Frankfurt, alguns manifestantes sugeriram novas formas de protesto, formas mais espectaculares, tais como, ocupação simbólica do vice-consulado, manifestações em cadeia à frente do Vice-Consulado, assumidas rotativamente pelas assossiações.

    Na Assembleia da República o senhor ministro disse que a jurisdição do vice-consulado de Frankfurt vai passar para Estugarda e Osnabruck para Dusseldorf. Espera-se que embora na dependencia de Estugarda, Frankfurt se mantenha. Seria mais fácil depois corrigir o erro. Se se quer poupar dinheiro passem-se alguns consulados para Vice-Consulados e Vice-consulados e Escritórios consulares.

    Senhor Ministro, seria mal continuar a tradição de poupar no pessoal barato para continuar a gastar no pessoal de luxo que para lá de algumas espertezas quase só deixa despesas.

    António Justo
    Porta-Voz do Conselho Consultivo do Vice-Consulado de Frankfurt

  2. Entrevista sobre o Vice-Consulado de Portugal em Frankfurt que a Lusa Publicou:

    “Alemanha: Encerramento do vice-consulado de Frankfurt deixa “grande amargura” na comunidade (C/ÁUDIO)

    Lisboa, 16 nov (Lusa) – O encerramento do vice-consulado português em Frankfurt, hoje anunciado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, deixará “uma grande amargura” na população, disse o porta-voz do conselho consultivo da comunidade, que irá estudar novas formas de luta.

    António Justo falava à Lusa após o ministro Paulo Portas ter anunciado hoje no Parlamento o encerramento de sete embaixadas e quatro vice-consulados, incluindo o de Frankfurt, bem como um escritório consular.

    O porta-voz da comunidade, que se encontra em Portugal, aguarda a audiência pedida ao Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, que na sua opinião “é o que tem defendido mais os interesses dos emigrantes”, nomeadamente quando vetou a lei que impedia o voto por correspondência aos emigrantes.

    Tendo já reunido mais de 4.000 assinaturas contra o encerramento do consulado, num abaixo-assinado a entregar a Cavaco Silva, o conselho consultivo deverá depois reunir-se para decidir qual o caminho a seguir após o anúncio de hoje.
    “Quando fizemos a manifestação [de 05 de novembro], houve manifestantes que disseram que era preciso novas formas de protesto, mais espetaculares”, disse o porta-voz, acrescentando que uma das propostas foi a ocupação simbólica do vice-consulado.

    Para já, “fica uma grande amargura de toda a população”, disse, recordando tratar-se da região com mais votantes em toda a Alemanha e uma zona estratégica economicamente.

    Na opinião de António Justo, para se manter o vice-consulado bastava “deferir um dos cônsules na Alemanha para outro país e substituir os consulados por vice-consulados”.

    Além disso, propôs, poderia reduzir alguns vice-consulados a escritórios consulares, “o que iria ao encontro da política de poupança do Governo”, mas ainda “manter os lugares estratégicos”.

    “Se Portugal quiser poupar um milhão de euros pode fazê-lo. Basta, em vez de ter altos funcionários, ter pessoal médio”, disse.

    António Justo defendeu que “venceu, não a razão, mas o poder dos cônsules e dos embaixadores, que procuram defender os seus interesses” e exemplificou: “Hamburgo, que tem apenas 8.000 portugueses, tem um cônsul, um vice-cônsul e ainda outro funcionário superior”.

    Para o porta-voz, o ministro dos Negócios Estrangeiros perdeu. “Deixou-se levar pela grande força que são os diplomatas, que defenderam postos de trabalho superiores para aniquilar postos de trabalho dos trabalhadores consulares”.
    Cerca de 500 portugueses manifestaram-se a 05 de novembro, em Frankfurt (Alemanha), contra o encerramento do vice-consulado, considerando a decisão lesiva dos interesses de Portugal e da comunidade portuguesa naquela metrópole alemã.

    O encerramento do vice-consulado em Frankfurt obrigará mais de 20 mil utentes ali inscritos oficialmente a recorrer aos consulados-gerais de Estugarda, a mais de 200 quilómetros de distância.

    O vice-consulado serve três Estados federados na Alemanha, Hessen, Renânia-Palatinado e Sarre, com uma área que corresponde a metade da superfície de Portugal continental.”

  3. Nuno Miguel diz:

    Ola Senhor Antonio eu tenho acompanhado a situacao do consulado desde que ouvi que o querem encerra eu nem quis acreditar quando ouvi essa noticia , tbm assinei , estive presente na manifestacao , esta semana vi nos media que o Senhor Paulo Portas tomaou uma desicao nao so neste consulado mas em outros , varios paises quer cerrar aqui , abrir em outros paises onde talvez nem portugues vivem ou estao entao quer poupar num lado , gastar no outro o consulado aqui em Frankfurt tem mais Portugueses registado do que em Estugarda , nos querem mandar para la fazer 200km , sob carregar o atendimento . Eu lhe queria perguntar tbm se esta a pensar em fazer mais alguma coisa reagir a esta noticia que veio esta semana em fazer mais algum manifestacao , nao sei se nao se poderia comvidar o Senhor Secretario do Estado vir aqui . Se estiver alguma manifestacao prevista eu gostaria de saber . Um abraco Senhor Antonio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *