A VIVER DO PRESTÍGIO FALSO!

PRESTÍGIO FALSO

 

República que o trono tombas

Pra monarca te alçares

Não distraias a patuleia

Com a isca do progresso

 

Na cultura do fingimento,

O falso encanto vive

D’ambiguidade cultivada

No avanço ao pé descalço

António da Cunha Duarte Justo

25 de Abril

Pegadas do Espírito no tempo

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
Esta entrada foi publicada em Arte, Cultura, Política, Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *