O PRESIDENTE TURCO INFRINGE DIREITOS INTERNACIONAIS

A Turquia invadiu a Síria para atacar os curdos que vivem no “Curdistão” sírio e ainda tem o cinismo de admoestar a Síria pelo facto desta os querer defender em sua casa.

A Alemanha de Merkel, em vez de se declarar contra Erdogan que abusa do facto de ser membro da NATO, levanta o dedo contra Putin na sua declaração de governo, sem sequer nomear Erdogan!

O negócio das armas com a Turquia e os interesses económicos são o movente da política e não a estabilização da região. A Alemanha distancia-se das gentes e das nações para favorecer uma política de blocos.

António da Cunha Duarte Justo

Pegadas do Tempo,

Social:

Sobre António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa
Esta entrada foi publicada em Migração, Política, Religião. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *