DA ORDEM NATURAL DAS COISAS!

Noto que nos últimos tempos tenho falado demasiado de política. Uma ideia que queria transmitir era a seguinte:

A ordem natural das coisas dá razão e favorece os que se encontram no poder ou na sua disputa. Por isso quem não entende isto em termos de política está predestinado a ser terreno onde aqueles escavam seus regos para a água deles passar. Lógica da questão: quem não entra fica como o cão à porta e por mais que ladre nunca chega a ter razão! O refúgio na vida meramente privada também não é solução porque assim a classe dominante continua ao serviço dos seus interesses sem se preocupar com o desenvolvimento económico-social de Portugal.

Uma no prego, outra na ferradura.

Sabemos, mas não contamos com o que sabemos! Vai chegando para deixar andar! A rotina é, porém, inimiga do desenvolvimento!

A nossa geração morrerá consolada também por aceitar aquilo que a mata!

António da Cunha Duarte Justo

Peadas do Tempo

Social:

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *