MISSA DO SÉTIMO DIA – A VIDA VIVE EM MIM

A VIDA VIVE EM MIM

A vida que em mim vive
É choro e canto, é noite e dia.
Um fazer desfeito
Na relação que passa

A vida que em mim vive
Na lembrança que voa
É fumo de fogo presente
Nos silêncios que se descobrem
No bafo da morte

Tu minha vida és morte que fica
Na sombra  que passa
António da Cunha Duarte Justo
In Poesia António Justo http://comunidade.sol.pt/blogs/ajusto/default.aspx

Social:
Pin Share

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

Um comentário em “MISSA DO SÉTIMO DIA – A VIDA VIVE EM MIM”

  1. Dr A. Justo,
    Agradeco e gosto de ler e refletir os seus documentarios.
    Foi Salesiano; eu tambem fui: em Arouca em 1962 e Mogofores depois. Sou do tempo do P.Ramiro, P.Carlos, P. David,etc…
    Tirei Ciencias Agrarias em Coimbra na ESAC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *