MEDIDAS DE ANTI-CORRUPÇÃO DO PERU CONTRA CORRUPTOS DO GOVERNO E DE EMPRESAS

UM EXEMPLO PARA PORTUGAL, BRASIL, ETC. ?

António Justo

Torna-se oportuno recordar que o Presidente do Peru anunciou a “pena de morte civil” para corruptos no governo e contra empresas corruptas.

O governo quer criar uma “barreira para os corruptos”: “Não vamos contratar novos projetos com empresas sancionadas por actos de corrupção ou que tenham admitido participação nesses actos”.

Certamente, com “pena de morte civil”, o presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, entenderá a impossibilidade da corrupção se poder afirmar a nível de empregos do Estado e de empresas em parceria com o Estado.

No Irão, China, Arábia Saudita e Coreia do Norte há pena de morte para quem corrompe ou se deixa corroper. Apesar da pena de morte nestes países a desumanidade continua.

A pena de morte, seja onde for, é uma aberração e significaria a abdicação da dignidade humana em favor de um poder anónimo estatal. Também nenhum cristão que tenha entendido o valor da pessoa no cristianismo não deveria defender a pena de morte! Para o cristianismo a pessoa humana é um absoluto. Nas sociedades comunistas e muçulmanas as penas de morte deixam-se justificar por culturas que consideram o Homem, não como sujeito, mas como meio para atingir um fim.

Pouco a pouco as civilizações e as sociedades vão-se desenvolvendo do primitivismo e dos interesses grupais no sentido da dignidade humana e do bem-comum. Algumas pessoas, alguns estados e algumas culturas precisam de mais tempo.

 

Esta medida deveria ser bem discutida na sociedade e no parlamento português dado, além de muitos casos de corrupção (ex. PPPs, etc) e do tráfico de influências, haver um clima benevolente da Justiça e e de outros órgãos do Estado no que toca à corrupção estrutural e ao tráfico de influências.

O livro “Como o Estado gasta o nosso Dinheiro” do juiz jubilado Carlos Moreno, daria muitas pistas a seguir em muitas empresas de parceria com o Estado.

Uma sociedade cada vez mais evoluída preocupa-se por uma ética do bem-estar de todos.

Pessoas eleitas têm um compromisso acrscentado para com o bem-comum e como tal terão de se preocupar com o seu papel exemplar. Precisamos todos de criar uma “civilização do amor” que tenha por base a dignidade humano-divina, de que cada pessoa

 

António da Cunha Duarte Justo

In Pegadas do Tempo,

https://www.youtube.com/watch?v=Bc9HMcukZJA

 

António da Cunha Duarte Justo

 

Social:

Sobre António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa
Esta entrada foi publicada em Cultura, Economia, Educação, Política. ligação permanente.

9 respostas a MEDIDAS DE ANTI-CORRUPÇÃO DO PERU CONTRA CORRUPTOS DO GOVERNO E DE EMPRESAS

  1. .Henrique Miranda diz:

    1º obter o fruto da corrupção para que não haja usufruto do ilícito, depois pode ser pena de morte ou serviço público com ordenado mínimo – tipo limpeza dos espaços públicos (Restauradores e Rossio em Lisboa por exemplo).
    …Em nome do Cristianismo cometeram-se as maiores barbaridades e também se acumularam riquezas imensas e toneladas de barras de ouro…
    Henrique Miranda
    FB

  2. É verdade, mas o facto do ser humano e cristão em épocas passadas não é argumento para desculpar os erros de hoje. O ser humano evoluiu um pouco mais.

  3. Mafalda Freitas Pereira diz:

    Sou contra a pena de morte, aliás, abolida em Portugal, prisão perpétua a sééério!!!
    Mafalda Freitas Pereira
    FB

  4. De facto aqui não se tratará da pena de morte no verdadeiro sentido da palavra. A pena de morte, seja onde for seria uma aberração e significaria a abdicação da dignidade humana em favor de um poder anónimo estatal. Também nenhum cristão que tenha entendido o valor da pessoa no cristianismo não deveria defender a pena de morte!

  5. Mafalda Freitas Pereira diz:

    Mas países ditos civilizados praticam a pena de morte….
    Há falhas incríveis e inaceitáveis do ponto de vista dos direitos e da dignidade humana.
    Mafalda Freitas Pereira

  6. É verdade! Também os países chamados civilizados têm muito que andar!

  7. Ksenija Duhovic-Filipovic diz:

    Und auf Balkan blüht die Korruption, wie die Blumenwiese im Frühling, wird von Regierungen und Rechtswesen gezüchtet und gepflegt , gedeckt und geschützt mit der Fahne des Patriotismus!
    Ksenija Duhovic-Filipovic

  8. Nach und nach entwickeln sich Zivilisationen und Gesellschaften von Primitivismus und Gruppeninteressen zu Menschenwürde und Gemeinwohl.
    Eine zunehmend entwickelte Gesellschaft beschäftigt sich mit einer Ethik des Wohlergehens aller.
    Gewählte Menschen engagieren sich besonders für das Gemeinwohl und müssen sich deshalb Gedanken über ihre vorbildliche Rolle machen. Wir alle müssen eine “Zivilisation der Liebe” schaffen, die auf der göttlich-menschlichen Würde basiert, von der jede Person träger ist.

    Em Português:
    Pouco a pouco as civilizações e as sociedades vão-se desenvolvendo do primitivismo e dos interesses grupais no sentido da dignidade humana e do bem-comum.
    Uma sociedade cada vez mais evoluída preocupa-se por uma ética do bem-estar de todos.
    Pessoas eleitas assumem um compromisso especial para com o bem-comum e, por isso, terão de se preocupar com o seu papel exemplar. Precisamos todos de criara uma “civilização do amor” que tenha por base a dignidade humano-divina, de que cada pessoa é religiosamente portadora.
    Algumas pessoas e algumas culturas precisam de mais tempo.

  9. Manuel Henriques diz:

    Se a lei de pena de morte por corrupção fosse aprovada em Portugal a Assembleia da Republica passava a ser um morgue!
    Manuel Henriques
    FB

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *