FAZER A BARBA ou DESFAZER A LÍNGUA?

 

Bons gramáticos chamam a atenção da propriedade de termo no uso da língua. De facto, a expressão correcta, é “fazer a barba” e não “desfazer a barba”! Também a mim há muito me incomoda ouvir gente que anda por aí a desmatar uma floresta tão original, rica e diversificada como é a nossa Língua.

Um modernismo leve, em voga, muitas vezes, não entende o sentido das palavras e, pelo facto quer, em questões de língua, descobrir a América. Como não valorizam a riqueza da Língua pensam que também ela se deixa reduzir a uma régua da lógica.

Seria um equívoco transformar uma floresta primordial num monte de eucaliptos, por muito bem cheiroso que este seja!

António da Cunha Duarte Justo

Pegadas do Tempo

Social:

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *