Ateus em Campanha publicitária contra Crentes

António Justo
No princípio de Janeiro, em Londres, a associação “Cristian Voice” apresentou queixa contra uma campanha ateia financiada pela Associação Humanista Britânica (BHA) e lançada nos meios de transportes públicos do Reino Unido com o slogan “Provavelmente Deus não existe”. A “Christian Voice” argumenta que a campanha viola o código da publicidade, tendo sido aceite a sua queixa.

Como da polémica se vive bem, e a Europa se repete em avalancha, também em Barcelona, associações ateístas espanholas publicaram anúncios em autocarros públicos com cartazes com a afirmação: “Provavelmente Deus não existe. Deixa de te preocupares e goza a vida”. “

Grupos cristãos respondem à batalha publicitária com anúncios como “Deus existe. Goza a vida em Cristo”.

Outros slogans vão surgindo na net como:
“Porque descansas aos Domingos se Deus não existe?”
“Como vais gozar a Vida sem seres SENHOR dela?”
“O dia do SENHOR também é teu – Goza os domingos oferecidos desde há 2 mil anos!”

É engraçado verificar como na União Europeia se originam vogas por trás das quais estão certas internacionais que se aproveitam duma logística coordenada na guerra cultural. O mesmo se dá na política. Problemas debatidos nas nações mais relevantes são repetidos, quase textualmente, passados dias, semanas ou meses, pelos políticos de países da periferia.
Os assessores não precisam de grande trabalho para apresentar serviço. Basta-lhes saber línguas para poder traduzir.

Narradores do poder, no romance da vida, procuram impor o seu próprio conto.

Vive-se em e da mobilização. As enxurradas civilizacionais do pensamento são fáceis na era da comunicação. Na fome do futuro, cada qual procura mobilizar a sua história propagandista.

No fim de contas não há ninguém que não seja crente!…

Precisa-se duma nova gramática que saiba conjugar fé e razão!

António da Cunha Duarte Justo

Social:

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

6 comentários em “Ateus em Campanha publicitária contra Crentes”

  1. 2009-01-18 17:41:14 S.C. U.S.A.
    RENATO NUNES:
    O ataque ateista contra as religioes — mas muito especialmente contra o Cristianismo prevalecente nos EUA e Europa — esta a fazer-se a nivel mundial sendo porem mais feroz no chamado Ocidente “democratico”.
    Sua campanha integra-se nas varias accoes tomadas por varias organizacoes poderosas que estao ao servico da N.O.M. e por ela sao controladas e manobradas.
    Tal como Hollywood, a Maconaria e as Organizacoes Pro-Gay e Pro-Aborto- Eutanasia os Ateistas acertaram os canhoes contra as sociedades cristas e nacionalistas.
    O objectivo e desagrega-las e torna-ls suceptiveis de aceitar tudo o que lhes for imposto por Governos lacaios do dinheiro e ao servico da Nova Ordem Mundial — dao-lhe outros nomes mas no fundo e o germe do futuro Governo Socialista Mundial; e uma organizacao que foi criada por George Bush (pai) e encabecada pelas maiores Corporacoes Euro-Americnas assim como Familias e Homens Super-Ricos, salpicados de homens importantes, os gestores do sistema Capitalista Globalista —
    que nao servem seus povos mas sim os seus donos que ao pagar-lhes muito bem pelos bons servicoes prestados a “causa” os tornam ricos rapidamente.
    Ao desnacionalizar e desenraizar os povos –tornar os Portugueses em Europeus negando-lhes todo seu passado historico e tradicional secular —
    transformam-los em massasa abulicas e faceis de controlar.
    Sem religiao , sem valores serios, sem principios, com os cerebros lavados por uma falsa cultura “Made em Hollywood” que nao passa de lixo, os povos ficarao assim condicionados a serem nada mais nada menos que simples CONSUMIDORES desenfreados.
    E isso que se quer pois e a melhor e mais segura formula para MAXIMIZAR LUCROS.
    Os Ateistas esses dizem que nao acreditam em Deus nem no BEM.
    Mas no fundo a necessidadse que existe na alma humana de acreditar em algo leva-os a ACREDITAR nas coisas mais absurdas e a aliarem-se as forcas do MAL.
    in Portugalnoticias

  2. How is this an “attack”?
    Looks like freedom of speech to me. It’s interesting how easily offended the certain individuals are by those who disagree with them. I thought Christianity was supposed to be a religion of tolerance after all.
    To the previous commenter, I think you’ll find that serious values, morals and principals are quite compatible with atheism. I’d also suggest that it’s unwise to mix politics and religion quite so indiscriminately (as you do in your comment).

  3. A meu ver,o Senhor reunu-se aos sábados e não aos domingos.
    a Igreja Católica, é que entendeu mudar esse legado que nos foi deixado para que se reunissem e falassem de Jesus.
    é isto que vale e não o que os homens dizem – sejam eles padres, bispos, ou papas! Não por essa escolha que fizeram que deixam de ser infalíveis.
    Como não professo qualquer doutrina, não uso, portanto de “benalas” pois já não necessito delas, estou perfeitamente á vontade para não violar os “canons”!

    Peço desculpa se de alguma forma feri alguma susceptibilidade.Será o sr um padre?

    Até lá…
    MAriz

  4. Mariz,
    Também sou dos que defendem a importancia de se andar sem bengalas, apesar das circunstancias ambientais e sociais demeasiado determinantes na nossa maneira de pensar. é difi´cil conseguirmos libertarmo-nos totalmente. é um processo conti´nuo, o processo de libertação das muletas. Quer queiramos ou não porém não poderemos libertar-nos da muleta cultural e da li´ngua!
    Por isso é muito importante a discussão. Se não fosse a discussão e as diferentes maneiras dever continuariamos sempre atrasados, não haveria mudança!
    Atenciosamente
    Antonio Justo

  5. A Fé é sem dúvida a negação do racionalismo humano, podendo até, de uma forma figurada, ser considerado como o cancro da humanidade.
    Todo o esforço para combater essa força opressora da nossa inteligência é sempre bem vinda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *