845 POTUGUESES VOTARAM PARA AS ELEIÇÕES EUROPEIAS NOS CONSULADOS PORTUGUESES NA ALEMANHA  

Como informa o “Correio Luso”, nas 4 mesas de voto (Embaixada de Berlim, e nos Consulados Hamburgo, Düsseldorf e Estugarda) existentes para emigrantes portugueses na Alemanha, o eleitorado português absteve-se de o fazer nelas.

Em Berlim votaram 318 portugueses, em Hamburgo 138, em Düsseldorf 182 e em Estugarda votaram 207.

Ao todo 845 votantes dos 80.000 recenseados. Os partido mais votados foram PS com 194 votos, Bloco 146, PSD 135, PAN 129, Livre 80 votantes.

Estes resultados relativizam o trabalho político dentro da comunidade portuguesa.  Muitos queixam-se das distâncias a percorrer para poderem votar. Isto revela  um sintoma da falta de empenho político no meio dos emigrantes. Torna-se incompreensível que os políticos não apostem no voto electrónico!

Na Alemanha vivem 138.890 portugueses (em 2018). Segundo as estatísticas oficiais alemãs em 2016 viviam 136.080  portugueses, em 2017 eram 146.810 e em 2018 eram 138.890.

E segundo a Vikipédia, em Berlim vivem 14.905 portugueses (10,1 % da comunidade portuguesa na Alemanha, Em Hamburg 9 390 (6,4 %), em Estugarda 4470 (3 %), em Frankfurt 4170 (2,8 %) e em Colónia 3675 (2,5 %).

Na França dos 386.916 inscritos votaram 1200. As isenções e votações foram porcentualmente semelhantes às da Alemanha! (1)

António da Cunha Duarte Justo

Pegadas do Tempo

(1) https://lusojornal.com/ps-ganhou-nos-consulados-em-franca-e-votantes-foram-multiplicados-por-4/?fbclid=IwAR0wwhq89Bn8cL-VYw1mGvw20p89jJrLpaVR5wehZyGz4lW_I_TSKAiKO6Q

 

Social:

Social:

Publicado por

António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa

12 comentários em “845 POTUGUESES VOTARAM PARA AS ELEIÇÕES EUROPEIAS NOS CONSULADOS PORTUGUESES NA ALEMANHA  ”

  1. Eu diria que os restantes 138 mil não lhe deram a oportunidade de votar sem ter que percorrer centenas de km para o fazer.
    Toni Horta

  2. Mesmo sabendo que a quem chamam políticos são unicamente funcionários do sistema financeiro que põe e tira a seu belo prazer : o ser humano nunca pode abdicar dos direitos universais que lhe pertencem .
    Francisco Barbosa Velho

  3. Claro que a absteçao (por diversos motivos) é algo assustador. Mas existem muitos lusodescendentes que não só exercem o seu direito de voto como também participam ativamente na vida politica dos “seus” países de acolhimento. Esses números ficam quase invisiveis devido a uma muito boa integração.
    Joao de Azevedo

  4. Exactamente! Até porque muitos portugueses foram às urnas de voto alemãs e há muitos outros com dupla nacionalidade que optam pela Alemanha para votar. O aspecto crítico dos dados dirige-se àqueles que limitam a sua acção partidária política dentro da comunidade portuguesa na Alemanha e só em relaç1bo a Portugal.

  5. A questao e que depois de Passos Coelho ter ganho as eleicoes e terem corrido com ele os portugueses deicharam de acreditar nos politicos.
    Portugal esta cheio de curruptos.
    Alcides Sa
    FB

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *