MUTILAÇÃO GENITAL FEMININA EM PORTUGAL

“Em Portugal há líderes islâmicos a recomendar a mutilação genital feminina”

Já não chega o véu na cabeça que os homens impõem às mulheres, como acto de subjugação feminina? Trazem para cá ainda mais este flagelo ainda muito espalhado em sociedades atrasadas.

Este acto desumano é usado como prevenção contra a infidelidade matrimonial e também em defesa da poligamia! São medidasao serviço do primitivismo do homem, à custa da mulher!

Quem efectua tais práticas deveria ser severamente castigado pela lei tal como quem for conivente. Ao mutilarem o clitoris da mulher não só lhe roubam o prazer como também mutilam e escravizam a sua alma para toda a vida.

Um Imam que defenda tal prática deveria ser extraditado.

https://www.rtp.pt/noticias/pais/em-portugal-ha-lideres-islamicos-a-recomendar-a-mutilacao-genital-feminina_es1081185

António da Cunha Duarte Justo

Pegadas do Tempo

Social:

Sobre António da Cunha Duarte Justo

Actividades jornalísticas em foque: análise social, ética, política e religiosa
Esta entrada foi publicada em Cultura, Migração, Religião. ligação permanente.

3 respostas a MUTILAÇÃO GENITAL FEMININA EM PORTUGAL

  1. Mauro Moura diz:

    Quem mais pratica estes atos ignóbeis em Portugal são os muçulmanos subsaarianos, principalmente os da Guiné-Bissau e os do Senegal.
    Mauro Moura
    in Diálogos Lusófonos

  2. Margarida Castro diz:

    Em relação à mutilação sexual ,em Portugal, é considerado crime. Se um adulto mutilar deliberadamente o corpo de uma criança não tenho dúvidas de qual será a interpretação e atuação das autoridades. O código penal deixa claro que “quem ofender o corpo ou a saúde de outra pessoa de forma” a “privá-lo de importante órgão ou membro”, “tirar-lhe ou afetar-lhe, de maneira grave, a capacidade de trabalho, as capacidades intelectuais, de procriação ou de fruição sexual, ou a possibilidade de utilizar o corpo”, “provocar-lhe perigo para a vida”, é punido com pena de prisão (Artigo 144.º – Ofensa à integridade física grave). Contudo, continuam a encontrar -se muitas vítimas de MGF e desconheço, se há punição de tais atos!?
    Margarida
    Diálogos Lusófonos

  3. Exactamente, prezada Margarida.
    Na Europa as leis em relação à mutilação sexual são rigorosas, com excepção da circuncisão masculina e apesar disso há muitas infracções; o problema é que as transgressões acontecem, muitas vezes à sombra da lei e no meio de grupos coesos que atafegam o sofrimento entre si. Esta como a escravidão sexual são chagas que a sociedade aguenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *