CIMEIRA IBÉRICA LUSO-ESPANHOLA SOBRE REGIÕES FRONTEIRIÇAS – TEMA TABU: OLIVEÇA E ALMARAZ

Acaba hoje a Cimeira entre o Governo português e o espanhol. Querem candidatar-se juntos aos fundos comunitários para projectos nas regiões fronteiriças. Não se percebe que o nosso governo negocie sobre eventuais projectos fronteiriços e cale a questão da central nuclear espanhola na fronteira (Almaraz) e a ocupação ilegal espanhola de Olivença, que o Tratado de Viena declarou ilegítima. Enquanto o governo espanhol faz pressão sobre o governo britânico em relação a Gibraltar (caso semelhante), o governo português ignora interesses nacionais.

É compreensível que contra a força se torna difícil a resistência, mas testemunharia de hombridade e responsabilidade nacional poder-se falar entre amigos sobre problemas mesmo que isso fosse apenas diplomaticamente para satisfazer um assunto e desejo ainda presente em parte do povo.

António da Cunha Duarte Justo

Pegadas do Tempo

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
Esta entrada foi publicada em Cultura, Economia, Política. ligação permanente.

6 respostas a CIMEIRA IBÉRICA LUSO-ESPANHOLA SOBRE REGIÕES FRONTEIRIÇAS – TEMA TABU: OLIVEÇA E ALMARAZ

  1. Eduardo Aroso diz:

    Esta dormência nacional é antiga. Quando Filipe II (I de Portugal) entrou no nosso país, a maior parte da nobreza bateu-lhe palmas. Houve festa e ceia farta…
    Eduardo Aroso
    in FB

  2. O mesmo aconteceu com as invasões francesas. A maçonaria e saudou os invasores. As nossas elites políticas sempre se preocuparam mais com a ideologia e com um lugar ao sol para os seus apaniguados do que pelo interesses de Portugal e do futuro do seu povo. É mais fácil para a nossa elite andar atrelado aos grandes da Europa e às ideologias do que elaborarem um programa e um plano de acção para o país! Portugal só pode contribuir para a Europa e para o mundo começando por ser ele próprio!

  3. Manuel Carneiro da Silva diz:

    Somos demasiado cordiais! Por que será??? Cobardia ???
    Manuel Carneiro da Silva
    in FB

  4. Creio que um certo complexo de inferioridade aliado a uma certa arrogância de elites do cariz Marquês de Pombal! Falta-nos o senso de povo e de nação; em compensação oferecem-nos um nacionalismo rasteiro em vez de patriotismo.

  5. Domingos Barradas diz:

    Os governantes deste país são gente que não presta.
    Esta geringonça quer lá saber de Olivença…
    Anti- patriotas golpistas, alcandorados ao poder pela esquerdalhada comunista e bloquista o que quer é poleiro.
    Domingos Barradas
    in FB

  6. Margarida diz:

    Julgo que os projetos para as regiões fronteiriças são um bom começo para o desenvolvimento das regiões fronteiriças, o que já se vai fazendo. Os outros problemas da vizinhança podem ser resolvidos entre os bons vizinhos.

    A Península Ibérica tem muito a contribuir para a UE! Até pelas diferentes caraterísticas climáticas do resto da Europa.

    Este tema também é interessante para as comunidades da América Ibérica!Para estudarmos e comentarmos.

    Saudações para todos os confrades ,
    Margarida
    in Diálogos Lusófonos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *