ABRIL ÀS ESCURAS

EM ABRIL ÀS ESCURAS

Os dias voltam pequenos

E a chuva também chegou

A vida perdeu a cor

Gastou-se a iluminação.

Na rua a vizinha busca

O dia que já passou.

A luz que o dia trazia

Parasitas a levaram

Quando o dia acordou.

A terra é bem rica

Problema é o alcatrão.

António Justo

In “Pegadas do Tempo”

Social:

Esta entrada foi publicada em Arte, Economia, Política. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *